Monday, October 22, 2012

Mola de Roupa: E de súbito um sino

Mola de Roupa: E de súbito um sino: «Eis como tudo entra de súbito pelas palavras a terra e o mar as mãos e as vozes. Tua guitarra povo. Teu génio. E o teu silêncio é...

Saturday, October 13, 2012

Ladrões de Bicicletas: Manual de instruções para austeritários em fuga

Ladrões de Bicicletas: Manual de instruções para austeritários em fuga: Não sabemos ainda quando (nem como) sairemos da insanidade em que nos mergulharam. Mas pode dizer-se que entrámos, nas últimas semanas, nu...

Sunday, October 07, 2012

Ana Luísa Amaral


foto pessoal


Testamento

Vou partir de avião
e o medo das alturas misturado comigo
faz-me tomar calmantes
e ter sonhos confusos

Se eu morrer
quero que a minha filha não se esqueça de mim
que alguém lhe cante mesmo com voz desafinada
e que lhe ofereçam fantasia
mais que um horário certo
ou uma cama bem feita

Dêem-lhe amor e ver
dentro das coisas
sonhar com sóis azuis e céus brilhantes
em vez de lhe ensinarem contas de somar
e a descascar batatas

Preparem a minha filha
para a vida
se eu morrer de avião
e ficar despegada do meu corpo
e for átomo livre lá no céu

Que se lembre de mim
a minha filha
e mais tarde que diga à sua filha
que eu voei lá no céu
e fui contentamento deslumbrado
ao ver na sua casa as contas de somar erradas
e as batatas no saco esquecidas
e íntegras


in  Minha Senhora de Quê, Quetzal Editores

Friday, October 05, 2012

A culminar no 5 de Outubro


A visualização das comemorações do 5 de Outubro deste ano por inventar. Aqui




De ontem, Soares dos Santos do Pingo Doce chegou à estação do dever cumprido mas enquanto isso milhões de cidadãos procuram alternativas à Cp para poderem ir cumprir a missão de trabalhar para sustentar o governo e as políticas maléficas dele. O Relvas já não corre riscos de ficar orfão da Gol ou da Pátria pois o funcionário da Rtp, "irmão" mais velho foi suspenso (vingança ou coerência interna da irmandade?)
Ontem foi dia de luto à conta do ministério das finanças. Gaspar informou que o gamanço que o governo estava a fazer não ia chegar para "acalmar" as metas do défice e que para o cumprir, teria que roubar de uma forma menos "escrupulosa" os trabalhadores. Como diz o outro, a classe média já nem existe, o que existe é uma vontade crescente de revolução. Eles que se munam de guardas e seguranças pagos pelo povo, enquanto tal funcionar!
Sobre Passos, e admitindo que terá os dias contados, dir-se ia que continua em registo autista, visando apenas os elogios dos parceiros do memorando...andando, roubando e cumprindo metas. Longe de pedir desculpas por danos que não cometeu (sozinho) e que são da responsabilidade dos governos anteriores (quem era ele no governo de Sócrates?) e como tal, mandou Seguro rever matérias básicas sobre dívidas do passado corresponderem sempre a mais impostos no futuro. Nós prevemos um futuro negro para Passos. Se tivermos direito a um.
De hoje, dia 5 de Outubro de um ano por inventar, as comemorações trazem notas amargas do nosso sofrimento e da pilhagem deles. A jornalista Margarida Marante faleceu vítima de ataque cardíaco. O hastear da bandeira nas comemorações, pelas mãos do presidente da república da nossa desunião, neste que parece ser o último feriado comemorado, sabemos tê-lo feito em maus auspícios: bandeira invertida, em franco sinal de estarmos nas mãos do inimigo. E estamos. Por outro lado, uma senhora invadiu os festejos com a nota de desespero da realidade dela, acusando não ter medicamentos e nem dinheiro para adquiri-los e uma cantora lírica decidiu começar a cantar Firmeza de Fernando Lopes Graça, sem ser impedida. O cerco à assembleia da república está previsto para o dia de hoje.
Pai, dá-nos fé porque se nos deres força, partimos tudo!