Friday, March 30, 2012

Masturbação em ficheiro



Algures, há talvez quase 6 anos, escrevi, dedicando a alguém das minhas relações sociais e pessoais um poema que hoje foi publicado nos Estúdios Raposa, recitado por Luís Gaspar.
Chama-se Tocar-me te 


dedos devorando pressa e tempo

urgência desejo, arfar, corrida

negação da paz esta guerra

fúria que exige ser combatida.

fechar os olhos ter-te 
onde o desejo queima mais perto

fonte generosa, drink indigesto

testa em brasa, beber-te

toco o orgasmo e esgoto o cio

apalpo o meu seio, ardente de frio

invento beijos, flagelo hemisférios

provoco-me, então, o doce arrepio

vibramos os dois, em camas diferentes,

no vazio do nosso leito

combato alguns dos teus medos, 
ainda sinto o teu coração correr

qual cavalo, no meu peito 
entre o lençol de algodão

e agora já calmos, 
os teus nos meus dedos.

masturbação.



No comments: