Wednesday, December 24, 2008




Do desejo

Trememos e não foi de frio
gritamos e não foi de dor
os teus dedos eram armas
com que se fez o amor
e o meu corpo o rio
onde passeavas o suor


depois disso foi natal
no calendário dos outros
no lá de casa a paragem breve
num tempo
que só existe pra nós.

2 comments:

Cosmunicando said...

o que é o tempo frente ao desejo?
lindo, Nina =)

Anonymous said...

lindíssimo!