Monday, July 07, 2008




nunca fomos janeiro


fazias-me presa a convenções
arrancando-me os dias
estat calendarizada,
uma cidade histórica e bonita
um porto pra onde voltar
depois da vida


alteravas as necessidades e só me lembro
que o teu rosto era a fogueira perfeita
o teu parecer alimentava-me os dias
podia vir frio, dezembro


ainda de luto, fingias estar resolvido
de negro ando eu meu querido


disputavas o meu pc
a minha atenção
e nem o meu nome sabias
Eu chamo-me a mulher que se esqueceu do amor
em dezembro.

No comments: